Dois homens foram presos suspeitos de estuprarem crianças indígenas da tribo Tikuna, em Tabatinga, município a 1.108 Km de Manaus. Segundo a Polícia Civil, representantes da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) denunciaram o crime para a polícia.

Um dos suspeitos foi preso no bairro Redenção, da comunidade indígena Belém dos Solimões, Zona rural do município. De acordo com a delegada Mary Anne Trovão, titular da Delegacia Especializada de Polícia (DEP)., o jovem está envolvido em um estupro coletivo que ocorreu ano de 2017, no mesmo lugar. Na época, a vítima tinha 11 anos.

O segundo suspeito foi preso outra comunidade indígena, chamada Novo Cruzador, que é distante cerca de 1h30 de Tabatinga. Ele foi denunciado por abusar sexualmente, desde 2011, da prima da esposa dele, uma adolescente que hoje tem 12 anos. O mandado de prisão preventiva por estupro de vulnerável, em nome do infrator, foi expedido em abril deste ano, pelo juiz Anderson Luiz Franco de Oliveira.


Com informações do G1.

 

 

Programa Negócios News

Coluna Ari Mota

Facebook

Parceiros