Foto Divulgação

 

O Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) começa, na tarde desta sexta-feira (09/02), os trabalhos para a operação do Carnaval 2018 no Centro de Convenções de Manaus, o Sambódromo, localizado na zona centro-sul de Manaus. Ao todo, sete câmeras e um drone estarão espalhados em pontos estratégicos para apoiar a atuação das polícias Civil e Militar e fiscalizar irregularidades das escolas de samba e bandas carnavalescas, que acontecerão até a Quarta-feira de Cinzas (14/02).

Desde o início de janeiro, a Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) tem realizado diversas ações integradas, com foco na fiscalização de eventos carnavalescos e pré-carnavalescos em todas as zonas da capital. Determinada pelo vice-governador e secretário de Segurança Pública, Bosco Saraiva, a operação “Alegoria Proibida” realiza ações de fiscalização dos eventos em todas as zonas da capital. “Todos os eventos terão a presença da Polícia Militar, com pelo menos uma viatura nos informando sobre a situação de forma integrada”, disse o vice-governador.

O coordenador de planejamento e gestão integrada da SSP-AM, coronel Fábio Pacheco, ressalta que a fiscalização vem sendo realizada desde o início do período carnavalesco. Segundo ele, além de notificações, as escolas de samba também poderão ser multadas se apresentarem irregularidades. “Se tiver uma alegoria e tivermos alguma dúvida sobre ela, nós iremos avaliar e acionar o órgão fiscalizador responsável. A nossa obrigação é observar se eles estão cumprindo aquilo que foi acordado. Além de notificar de forma preventiva, a autuação poderá ser revertida em multa, caso não seja reparado o dano. Em alguns casos a multa será direta”, disse Pacheco.

Integração - A fiscalização será feita por meio da Central Integrada de Fiscalização (CIF), que reúne 25 servidores da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans), Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), Vigilância Sanitária VISA Manaus e Sindicato dos Bombeiros Profissionais e dos Profissionais de Combate a Incêndio em Manaus (Sindbomam).

As Câmeras do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) continuarão realizando o monitoramento de bandas e blocos carnavalescos para otimizar a ação policial. Todas as ações de segurança estão sendo realizadas de forma integrada utilizando servidores da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas e Detran-AM.

Desde o início da atuação da Central Integrada de Fiscalização (CIF), 39 eventos fiscalizados e oito notificados. Durante a ação, três veículos foram apreendidos e 32 notificados, 33 barracas tiveram produtos retirados por irregularidades.

Portaria – A fiscalização é feita com base em normas de segurança e também por meio das regras da portaria assinada no dia 17 de janeiro com representantes de bandas e blocos carnavalescos de Manaus. A portaria estabelece normas para a realização de eventos em vias públicas da cidade, dentre elas a proibição de consumo bebidas em garrafas de vidro e churrascos em espetos por questões de segurança.

Até a próxima quarta-feira (14/02), a ação integrada reunirá mais de 2,5 mil servidores do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM), Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) e das Polícias Civil e Militar. Na Delegacia Geral da Polícia Civil, em frente ao Sambódromo, será instalada uma Delegacia de Apoio a Grandes Eventos (Dage) que dará apoio às ações de segurança e servirá para registro de ocorrências.

Programa Negócios News

Coluna Ari Mota

Facebook

Parceiros