Foto Divulgação

 

IPAAM sempre atrasado corre atrás do prejuízo

O meio ambiente parece que sempre está em segundo plano, quando se fala em fiscalizar grandes órgãos e empresas no Amazonas. O Instituto que deveria proteger sempre está a um passo atrás. Vejam, o caso do vazamento de óleo no Porto Chibatão uma empresa privada que esta sempre envolvida em acidentes ambientais. Ontem depois da tragédia do vazamento de óleo no Porto é que o órgão iniciou as providencias e hoje mandou fiscal, biólogo e tudo mais ao local.

IPAAM interdita Porto

O Porto Chibatão foi interditado, depois de causar todo esse dano. Porque não teve fiscalização antes? Simples empresários e órgãos públicos e seus dirigentes, devem comer na mesma tigela. Engraçado é que uma das medidas enérgicas do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) foi orientar a população para não consumir ou tomar banho nas águas no Rio Negro atingidas pelo vazamento de óleo diesel do rebocador no terminal próximo ao Porto da Ceasa. “Isso secretario até as crianças sabem”.

Mais uma derrota de Amazonino no PDT

A decisão do PDT-AM de deixar a coligação de Deputado Federal, que apoia Amazonino Mendes a reeleição é mais um episódio do racha entre Hissa Abrahão e o governador. Em julho, militantes do partido se articularam para lançar duas candidaturas para confrontar com a de reeleição do governador.

Descumprimento de acordo

O presidente estadual do PDT Hissa Abraão disse que houve o descumprimento de um acordo por parte da coligação de manter o partido com quatro vagas para deputado federal, tendo reduzido depois, sem o consentimento da sigla, o número de vagas para três. A diminuição de vagas ocorreu sem o consentimento dele e resultando na “retirada abrupta na calada da noite” do registro de candidatura a deputado federal de Rafael Oliveira Galvão. Para o presidente estadual, a medida inviabilizou a permanência do PDT na coligação para deputado federal.

Vanessa ferrou o PT com vaidades

 A vaidade e a insistência da Senadora Vanessa Graziontin em ter o apoio do PT na sua candidatura a reeleição ao Senado, deixou o PT praticamente sem legenda, para fazer pelo menos um Deputado Estadual, é pelo menos o que dizem os especialistas em politica. A senadora insistiu em ser candidata única ao senado na coligação (PT-PSB), e a amiga e presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Roffmann assim determinou, ‘ferrou’ o Partido que tinha planos de eleger um deputado federal dois deputados estaduais.

Todos correm de Vanessa

Vanessa Graziotin foi preterida pela maioria dos partidos. Ninguém quer a comunista e o isolamento político. O ex-deputado federal Praciano que seria o candidato ao senado pelo partido foi retirado, o que acabou gerando insatisfação no grupo mais radical da legenda. A maioria dos petistas não aceita o nome de Vanessa como candidata única ao senado. A grande maioria dos petistas queria mesmo era o ex-deputado federal Francisco Praciano. 

Ninguém segue Vanessa

Agora por tabela candidatos a reeleição da coligação de David Almeida também serão prejudicados e assim como o PT, não conseguiram “Legenda”, para eleger ninguém. E por falar em ninguém, dois vídeos divulgados nas redes sociais este fim de semana, mostra a senadora em cima de um veículo no bairro do Alvorada, zona Oeste e próximo do terminal da avenida Constantino Nery, Centro, falando para ninguém. 

Propaganda na TV

A propaganda eleitoral gratuita começa a ser divulgada no rádio e na televisão para todo o país nesta sexta-feira (31). Durante o primeiro turno e vai até 4 de outubro, três dias antes das eleições, serão 35 dias de propaganda. No Amazonas vamos aguardar as propostas dos candidatos. A expectativa da população no Estado é por conta da Segurança que anda a desejar.

Coluna Ari Mota

Facebook

Parceiros