search

Banner Galeria

UBER não merece ser perseguido, pois é um serviço de qualidade e com preço justo

СНПЧ А7 Красноярск, обзоры принтеров и МФУ

1458856

 

Muitas pessoas já ouviram falar em Uber. Um aplicativo que permite a qualquer pessoa, com um "smartphone", chamar um carro com motorista, como se fosse um táxi. Em poucos minutos o veículo de boa qualidade, chega ao local definido com um motorista educado para o levar ao seu destino.

Música? Pode escolher, se tiver o aplicativo "Spotify" no seu telefone, a música é a sua. Preço? Na versão básica, o Uber X, é mais barato do que um táxi. Chegando ao final, o valor é cobrado diretamente no seu cartão de crédito cadastrado, o que acaba com o tradicional "é que não tenho troco para 50". No final da viagem, você recebe no seu telefone um recibo e um pedido para avaliar o serviço entre 1 a 5 estrelas.

Este serviço fantástico tem tido imensas reclamações por parte dos taxistas, que acusam o Uber de ser inseguro, ilegal, pouco profissional e claro, de roubar empregos. Em vários países já se registaram ataques violentos de taxistas aos motoristas do Uber. No entanto, quem experimentou sabe que o serviço é muito melhor do que o dos táxis.

As autoridades locais devem acabar com a perseguição e criar formas, para que os taxistas possam melhorar seus serviços e o mais importante, o aspecto econômico. Hoje diante da situação financeira, as pessoas buscam qualidade e preço, coisa que o Uber oferece.

A maioria dos taxistas são mal educados, o carro com um cheiro insuportável de cigarro, bancos rasgados. No rádio, a música alta e incompreensível, e a janela aberta sempre bom para ventilar no calor da região. Chegado ao destino, o taxista interpela de forma desagradável, "Não tenho troco pra 50

.

O tema não é os taxistas perderem o emprego. Estou de acordo que a perda de postos de trabalho é um problema grave, sou totalmente a favor de dar os empregos disponíveis a quem merece. E quem merece é quem oferece o melhor serviço aos clientes. Tem que acabar com esta impunidade em que o cliente não tem formas eficientes para reclamar e com consequências reais.

No caso do Uber um motorista com menos de 4 estrelas de média de classificação entra em período de prova. Se ele não conseguir melhorar é ‘demitido’ do Uber.

A verdade é que o Uber conseguiu fazer o que a maioria das cidades não conseguiram... Dar um serviço de transporte individual conveniente e de qualidade (há exceções e taxistas extremamente corretos, mas vamos ser honestos que a imagem generalizada não é boa).

Muitas pessoas já ouviram falar em Uber. Um aplicativo que permite a qualquer pessoa, com um "smartphone", chamar um carro com motorista, como se fosse um táxi. Em poucos minutos o veículo de boa qualidade, chega ao local definido com um motorista educado para o levar ao seu destino.

Música? Pode escolher, se tiver o aplicativo "Spotify" no seu telefone, a música é a sua. Preço? Na versão básica, o Uber X, é mais barato do que um táxi. Chegando ao final, o valor é cobrado diretamente no seu cartão de crédito cadastrado, o que acaba com o tradicional "é que não tenho troco para 50". No final da viagem, você recebe no seu telefone um recibo e um pedido para avaliar o serviço entre 1 a 5 estrelas.

Este serviço fantástico tem tido imensas reclamações por parte dos taxistas, que acusam o Uber de ser inseguro, ilegal, pouco profissional e claro, de roubar empregos. Em vários países já se registaram ataques violentos de taxistas aos motoristas do Uber. No entanto, quem experimentou sabe que o serviço é muito melhor do que o dos táxis.

As autoridades locais devem acabar com a perseguição e criar formas, para que os taxistas possam melhorar seus serviços e o mais importante, o aspecto econômico. Hoje diante da situação financeira, as pessoas buscam qualidade e preço, coisa que o Uber oferece.

A maioria dos taxistas são mal educados, o carro com um cheiro insuportável de cigarro, bancos rasgados. No rádio, a música alta e incompreensível, e a janela aberta sempre bom para ventilar no calor da região. Chegado ao destino, o taxista interpela de forma desagradável, "Não tenho troco pra 50

.

O tema não é os taxistas perderem o emprego. Estou de acordo que a perda de postos de trabalho é um problema grave, sou totalmente a favor de dar os empregos disponíveis a quem merece. E quem merece é quem oferece o melhor serviço aos clientes. Tem que acabar com esta impunidade em que o cliente não tem formas eficientes para reclamar e com consequências reais.

No caso do Uber um motorista com menos de 4 estrelas de média de classificação entra em período de prova. Se ele não conseguir melhorar é ‘demitido’ do Uber.

A verdade é que o Uber conseguiu fazer o que a maioria das cidades não conseguiram... Dar um serviço de transporte individual conveniente e de qualidade (há exceções e taxistas extremamente corretos, mas vamos ser honestos que a imagem generalizada não é boa).

Coluna Ari Motta - página

COLUNA DO ARI MOTTA

Ladrão que rouba ladrão. Em nosso país isso ainda vale que vergonha

  Passada folia e a ressaca da festa, venho declarar minha indignação a este festival desde ano, sua organização, a falta de espaço da imprensa para registrar na Arena, a maioria dos credenciados vai brincar de boi e ali na área da imprensa não é o lugar, mas fazer o que se o festival pertence a uma rede de comunicação. Para piorar a festa como em alguns anos foi coberta pela lama da corrupção qu

...Leia Mais

Parintins: Uma festa da elite e de uma rede de TV

Esta a cada ano mais difícil participar do Festival Folclórico de Parintins, com os preços praticados tanto para as passagens aéreas quanto para os ingressos do festival. O festival virou um comercio sem freio e sem fiscalização do poder público e as pessoas só pensam em lucrar e lucrar cada vez mais. O festival esta ficando um show para a elite e pessoas bem abastada financeiramente, ou membros

...Leia Mais

Precisamos do FBI no Futebol Baré

    Em meio à crise do futebol mundial, onde sete diretores da Fifa, incluindo o ex-presidente Federação Brasileira de Futebol (FBF) José Maria Marin foram presos em Zurique na Suíça acusados de corrupção e o sumiço do atual presidente da entidade brasileira Marco Polo Del Nero, que por motivos de evitar ser preso e extraditado para o Estados Unidos, deixou a Suíça e nem participou da eleição na F

...Leia Mais

Governo do PT trata a Suframa de forma “Imoral”

      A greve da Suframa não vai trazer os resultados que os servidores almejam. O movimento que é legitimo e só foi deflagrado, pela falta de apreço do Governo Federal com o modelo Zona Franca, não vai dar em nada infelizmente. Pior que não dar em nada esta apenas pre3judicando, o já demasiadamente prejudicado Polo Industrial de Manaus. O Governo do PT não tem uma politica, para melhorar o desemp

...Leia Mais

Dilma defende traficante, mas cala diante da morte de brasileiros assassinados

  A família da inglesa Gillian Metcalf, morta durante a colisão de duas lanchas no Rio Negro, vem a Manaus esta semana em busca do julgamento do caso, que perdura há dois anos. Os ingleses buscam justiça, claro é justo, correto a justiça tem que agir. Agora eu pergunto, onde esta a justiça inglesa no caso de Jean Charles assassinado pela SCO19, unidade armada da Scotland Yard dentro de um trem. o

...Leia Mais

A PIROCA É NOSSA

  O Deputado Wanderley deveria permanecer na Assembleia Legislativa como sempre, sem fazer nada, apenas recebendo seus salários. Pasmem!, ele apresentou projeto de Lei para elevar palavrões caboclos a condição de patrimônio intelectual do nosso povo entre as palavras estão “Dedada”, "cabaço", "baitola", "pinguelo" e "xibiu" e “Piroca”. Com a manchete. Isso mostra infelizmente que a ausência de in

...Leia Mais

Mais Notícias:

: