A estratégia de dividir o Boi Manaus pelos bairros esvaziou completamente as duas noites no Sambódromo, nem de longe à festa teve um público das edições anteriores e olha que eram três noites superlotadas. Faltou mídia e pior Tururi, que só chegou aos artistas em cima da hora não estava a diposição na “Feirinha”

Estratégia Errada I

Outra coisa que contou para o “Fiasco” de publico foi a “Feirinha”, no parque dos bilhares, um local bom, mas sem estacionamento. Além disso, mais uma vez a mídia praticamente não existiu informando que a feira estava funcionando lá. Resultado os Tururis que ficaram encalhados estavam quase sendo dados na ultima noite, até por R$ 3 reais eram encontrados.

Festa Popular

Apesar de tudo isso quem faturou foram os barraqueiros que estavam dentro do sambódromo.  Uma agua estava sendo vendida a R$ 3 reais, uma cerveja R$ 4 reais e diga-se não era a melhor marca. A festa que deveria ser popular, ficou elitizada. Felizes mesmo só os convidados do prefeito, que tinha agua, refrigerante e cerveja de graça, além é claro de um buffet.  

PROS na Ilha Tupinambarana

Sob o comando do vice-governador José Melo o PROS conseguiu a maior bancada de vereadores na cidade de Parintins, o 2º maior colégio eleitoral do interior do Amazonas. A vereadora Vanessa Gonçalves deixou o PMDB, o vereador Gelson Moraes saiu do PT e o vereador Everaldo Batista deixou o PPS.O Vice-Presidente do Boi Caprichoso Rossy Amoedo também aderiu o PROS, ele pediu desfiliação do PRP e assinou no PROS. Segundo fontes ligadas a Rossy, o convite foi realizado pelo vice-governador José Melo, através do vereador de Manaus Arlindo Junior.

De volta ao Caprichoso

Por falar em Arlindo Jr, o artista que já foi levantador e apresentador do Caprichoso deve retornar a agremiação. Conversas de bastidores dão conta que ele seria apresentador no lugar de Jr. Paulain e formaria a dobradinha com David Assayag, antigo rival quando do Caprichoso e David era levantador do Garantido. Nada oficial, mas dizem que as conversas estão adiantadas. Outro que estaria sendo fritado é o amo do Boi, que consegue ser pior que Tony Medeiros.

Fiscalização já Sepror

 

A secretaria de Produção e abastecimento deveria fiscaliza ou pedir ajudar dos órgãos competentes para as dezenas de barcos de pesca do vizinho Estado do Pará que estariam invadindo o território amazonense de forma predatória fazendo um verdadeiro arrastão com redes e malhadeiras, em muitos casos contando com auxílio de cargas explosivas desrespeitando as áreas de preservação ambiental.

A denuncia foi feita pelo presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Amazonas(Aleam), deputado Cabo Maciel(PR), que pede providência dos órgãos ambientais do Estado.