search

Banner Galeria

Segundo o delegado, ordem para executar maquiador veio de dentro de presídio

785225

José Mateus da Costa Vieira, o Sapo.

 

A ordem de executar o cabelereiro e maquiador João Felipe, 22, partiu de dentro da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP). Conforme o delegado Juan Valério, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestro (DHES), o presidiário José Mateus da Costa Vieira, mas conhecido como Sapo, é o mandante do crime, a motivação está ligada ao tráfico de drogas no Mauazinho. O suspeito também é apontado como mandante do homicídio de Cristina Martins da Silva, em 2011, irmã do cabeleireiro morto.

Segundo Juan Valério, a polícia ainda procura por outras pessoas envolvidas no crime.

O delegado ainda explicou que a polícia chegou até o mandante após a confirmação de Diego Sabino de Araújo, 27, o ‘Olhão’ ou ‘Coqueirinho’, pistoleiro contratado para execução e preso na última segunda-feira, na comunidade Parauá, município de Careiro da Várzea, município distante 25 quilômetros em linha reta da capital.

Diego, de acordo com a DEHS, tem passagem pela polícia por porte ilegal de arma de fogo de uso permitido e tráfico de drogas. Ele foi indiciado por homicídio qualificado.

 

 

: